Música

Música

ESCOLHA SUA PLAYLIST
Escute suas músicas e veja seus clipes favoritos, tudo em um só lugar. Escolha sua playlist por gêneros.

Curiosidades do mundo da música

Quando temos paixão por um determinado argumento queremos sempre saber um pouquinho mais sobre, principalmente, sobre aquelas coisas que não são faladas. É como querer saber os bastidores de um filme, o que inspirou um autor a escrever determinado livro, os problemas que rolaram durante a gravação de uma série televisiva e por aí vai. A mesma curiosidade nasce também para os amantes da música, que aliás, é um assunto que podemos dizer agrada todo mundo. As pessoas gostam de estilos musicais diferentes, mas todas têm em comum a admiração pelas canções e cantores.

E por isso, vamos falar de algumas curiosidades no mundo da música. E esses fatos podem ser simplesmente engraçados, podem ser até mesmo bizarros e por que não, impressionantes. Provavelmente algumas coisas vocês já ouviram falar e vamos relembrar e outras, pode até ser que não.

A Música Mais Longa Da História
É sim, ela existe, e o nome da canção mais longa é “As Slow As Possible”, o nome traduzido pode dar uma indicação: “Tão Lento Quanto Possível”. Essa música foi composta por John Cage, ele demorou nada mais nada menos que 18 meses para escrever as três primeiras notas e dizem que não terminou até os dias atuais. A canção era para ser inicialmente para uma peça de piano e o tempo dela seria de 20 minutos, na Alemanha, numa localidade chamada de Halberstadt. Ela está sendo tocada através de um órgão e o início da apresentação começou em 5 de setembro de 2001. A ideia dos organizadores da “música mais longa” é que ele seja tocada exatamente durante 639 anos.

A ideia de fazer com que a música de John Cage toque por tanto tempo não é do autor, que faleceu em 1992, e sim de um grupo de músicos e filósofos, que pensam que a música merece levar o título a sério.

O Título De Álbum Mais Vendido
Esse título é bem recente, e claro, pode ser batido por um outro cantor a qualquer momento, mas por enquanto fica para Thriller de Michael Jackson. As vendas desse disco ficaram entre em mais 65 milhões. O álbum foi lançado pelo cantor no ano de 1983 e mesmo depois que ele morreu, as cópias continuam sendo vendidas.

10 álbuns musicais mais vendidos de todos os tempos

1º Thriller - Michael Jackson, +65 milhões
2º The Dark Side of the Moon - Pink Floyd, + 50 milhões de cópias
3º Back in Black - AC/DC, +49 milhões de cópias.
4º Bad - Michael Jackson, +45,5 milhões de cópias.
5º The Bodyguard (O Guardacostas) - Whitney Houston, +45 milhões de cópias
6º Bat Out of Hell, Meat Loaf, +43 milhões de cópias.
7º Their Greatest Hits – Eagles, +42,5 milhões de cópias.
8º Trilha sonora do filme Dirty Dancing, +42 milhões de cópias.
9º Millennium - Backstreet Boys, +40,5 milhões de cópias.
10º Saturday Night Fever - Bee Gees, +40 milhões de cópias.

A Música Mais Cantada
Você poderia imaginar que a música mais cantada no mundo é “Happy birthday to you”? Não se trata de uma brincadeira, a canção original em inglês, criada no ano de 1875, com o título de “Good Morning To All”, foi traduzida para mais de 20 idiomas depois de 1924, quando foi editada e sua melodia deu vida a versão que conhecemos agora. A ideia era de fato fazer uma melodia fácil de ser decorada, com apenas quatro versos. Vários anos depois de ganhar uma nova versão, ela foi cantada em uma peça de teatro e foi quando ganhou o mundo e novas línguas.

Para a versão brasileira da música foi promovido em 1942 um concurso pelo cantor Henrique Foréis e a vencedora foi Bertha Celeste Homem de Mello, que fez a tradução que conhecemos “Parabéns para você”.

Os Artistas Mais Premiados Da Música
São dois e eles não estão mais entre nós: Michael Jackson e Whitney Houston. Também são títulos que podem ser passados para outros cantores da atualidade.

Whitney Houston ficou famosa com a canção “I Will Always Love You”, que de acordo com o Guinness Word Records, fez com que ela conquistasse: 2 prêmios Emmy, 6 prêmios Grammy, 30 Bilboard Music Awards, 22 American Musicam Awards, entre outros, somando um total de 415 prêmios conquistados até o ano de 2010.

Já Michael Jackson recebeu centenas de prêmios ao longo da sua carreira e se tornou o cantor mais popular porque superou mais de 750 milhões de discos vendidos mundialmente.

Música Mais Depressiva
É sim, também tem a música mais depressiva, aquela que coloca mais pra baixo, e o título foi para “Everybody Hurts”, até então é considerada a música mais triste de todos os tempos. Claro, que isso é uma opinião e quem curte música pode concordar ou discordar. E já que estamos falando em tristeza, segundo um estudo, as músicas tristes têm o poder de fazer cada 7 pessoas entre 10 chorarem, a maior parte mulheres, mas homens também choram com canções tristes.

A Pior Composição Da História Da Música
Aqui também pode existir controvérsias, mas segundo a BBC Life, a canção da cantora Desiree Weeks, lançada em 2007, intitulada “6 Music”, tem a pior letra que uma canção possa ter. O título de pior canção foi baseado na votação dos ouvintes, que ligavam e davam a própria opinião. Veja um trecho da música traduzido para português: “Não quero ver um fantasma / É a visão de que eu mais tenho medo./ Eu preferia pegar um pedaço de torrada / Assistir as notícias da noite.”

A Pior Música - “gosto não se discute”
Eleito pelos internautas como pior música.
Se a letra de Desiree Weeks não agrada, a música considerada a pior de todos os tempos é de Rebecca Black. O vídeo da música chegou a ser visto por mais de 96 milhões de pessoas no You Tube, mas os comentários eram sempre ridicularizando a canção. Por outro lado, Rebecca foi elogiada pela cantora Lady Gaga, que a chamou de “um gênio”. Como dizem por aí, “gosto não se discute”.

Friday - Rebecca Black

A Música Mais Regravada
Oficialmente a música mais regravada é “Yesterday” de Paul Mc Cartney, chegando a 6 mil versões diferentes. Porém, outras críticos e estudiosos afirmar que na verdade “Imagine” de John Lennon é que tem o maior número de regravações. Ainda entra na disputa a canção do brasileiro Morris Albert, “Feelings”.

Lista de recordistas de vendas de discos no Brasil
A lista de recordistas de vendas de discos no Brasil engloba aquelas que são as maiores vendagens de artistas nacionais e internacionais no país, de formatos físicos e digitais. Em primeiro lugar aparece a dupla de música sertaneja Tonico & Tinoco, que vendeu 150 milhões de cópias. Em segundo lugar aparece o cantor de MPB Roberto Carlos, que começou sua carreira na década de 50 e que vendeu mais de 120 milhões de discos até hoje, além de ser o artista solo com mais álbuns vendidos na história do Brasil, segundo a ABPD.

10 artistas recordistas de vendas de todos os tempos no Brasil
Artista / Período / Gênero(s) / Vendas

1º Tonico & Tinoco - 1930-1994 - Sertanejo - 150 milhões
2º Roberto Carlos - 1959-presente - MPB/Jovem Guarda - 120 milhões
3º Nelson Gonçalves - 1941-1998 - MPB/Samba-Canção - 75 milhões
4º Rita Lee - 1963-presente - Rock - 55 milhões
5º Nelson Ned - 1960-2014 -Música romântica/Música brega - 45 milhões
6º Leonardo/Leandro e Leonardo - 1983 - 1998 - Sertanejo - 35 milhões
7º Xuxa - 1984-presente Infantil - 30 milhões
8º Chitãozinho e Xororó - 1970-presente - Sertanejo - 30 milhões
9º Raça Negra - 1983-presente - Pagode/Samba - 30 milhões
10º Maria Bethânia - 1965-presente - MPB - 26 milhões

Fonte: Culturamix/Minilua.com/Wikipédia/ABPD

10 curiosidades sobre música

Música tem poderes incontestáveis tanto na vida de uma única pessoa, como na cultura de uma nação. Por meio dela nos expressamos, entendemos, contestamos e divertimos. Até onde esses poderes chegam não podemos determinar, mas sabemos que eles são muito abrangentes. Pesquisadores do mundo todo estudam esses efeitos e comprovam que a música pode mudar nosso humor, inteligência, desempenho físico e também a memória.


Confira 10 coisas que você não sabia sobre o poder da música:

Musica Clássica para bebês
Ouvir Mozart é comprovadamente benéfico e faz com que nosso raciocínio fique mais rápido. Bebes que ouvem Mozart no útero da mamãe, nascem com cérebro e conexões neuronais muito melhor desenvolvidas.

Em 1993, Rauscher fez a afirmação surpreendente que, depois de ouvir a sonata de Mozart para dois pianos (K448) por 10 minutos, indivíduos normais mostraram habilidades de raciocínio espacial significativamente melhores, que indivíduos que ouviram instruções de relaxamento concebidos para reduzir a pressão arterial, ou os que ficaram com o silêncio, nasce o mito do efeito Mozart.

As pontuações de QI espacial médios foram de 8 e 9 pontos a mais depois de ouvir a música do que nas outras duas condições. O efeito do aumento não dura além de 10 a 15 minutos.

Confirmaram que escutar a Sonata K448 produziu um pequeno aumento no rendimento espácio-temporal, tal como medido por vários testes derivados a partir da escala de Stanford-Binet.

Efeitos no desempenho
Ouvir música ao mesmo tempo em que se realizam outras tarefas pode ter os mais variados efeitos. Pesquisadores da Universidade Chemnitz e da Universidade de Erfurt, ambas na Alemanha, comprovaram que, durante a leitura, ouvir música de fundo pode afetar a compreensão. Na memória, os efeitos foram negativos, mas muito baixos. Já na prática de atividades físicas e em reações emocionais, os impactos da música são muito positivos.

Afeta seu comportamento
Ao testar os efeitos da música no comportamento das pessoas e, especialmente, em suas condutas sociais positivas, pesquisadores da Universidade de Sussex, no Reino Unido, descobriram que ouvir músicas com letras socialmente positivas aumentaram a disposição de ajuda nos ouvintes.

Pode deixá-lo mais inteligente
Em um experimento com 144 crianças, pesquisadores da Universidade de Toronto, no Canadá, concluíram que as crianças que participaram de grupos com aulas de música exibiram aumentos de QI e melhor desempenho acadêmico. Novas pesquisas também mostram que o cérebro de músicos é desenvolvido de tal forma que os deixam mais alertas, dispostos a aprender e calmos.

Faz você gastar mais dinheiro
Em bares, aumentar o volume da música eleva o consumo de álcool. Já em lojas de flores, músicas românticas provocam aumento das vendas. É o que mostram pesquisas feitas por cientistas da Universidade Bretagne-Sud, na França.

Rockstars realmente vivem menos
Mark Bellis da Universidade John Moores, no Reino Unido, apresentou estudos que mostram que entre três a 25 anos depois de se tornarem famosos, artistas de todos os 1000 principais álbuns de rock e música pop são 1.7 vezes mais propensos a morrer do que pessoas comuns da mesma idade. Eles morrem por problemas relacionados a álcool e drogas (31%), acidentes (14%), violência e suicídio (9%), doenças cardiovasculares (14%) e câncer (20%).

Personalidade
Segundo as pesquisas de Peter J. Rentfrow e Samuel D. Gosling, os gostos musicais podem prever a personalidade das pessoas. Por exemplo, gostos complexos e reflexivos como blues, jazz, música clássica e folk refletem personalidades emocionalmente estáveis, abertas para novas experiências, boas habilidades verbais e com inteligência acima da média.

Relaxar
Sky Chafin da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos testou os efeitos da música clássica, pop e jazz no relaxamento das pessoas depois de eventos estressantes. Os resultados mostraram que ouvir música pop e jazz tem o mesmo efeito restaurativo que o silêncio. Já a música clássica fez efeitos muito mais rápidos e a pressão sanguínea caiu para os níveis normais em tempo muito menor.

A música e a dor
Laura Mitchell, Raymond MacDonald e Christina Knussen concluíram em seus estudos que ouvir sua música preferida durante períodos de dor pode aumentar de forma significativa a tolerância à dor, se comparado com estímulos visuais ou silêncio.

Romance
Nicolas Guéguen estudou os efeitos das músicas românticas. Seus experimentos revelaram que 52,3% das mulheres que participaram dos experimentos ofereçam seus telefones quando uma música romântica estava tocando. Do outro lado, quando a música tocada era neutra, a porcentagem caiu para 27,9%.

Fonte: Universia Brasil